Sobre plus size, modelos, misses e autoestima

 

 Sobre a polêmica do dia..Explicando pra não quem não assistiu Amor e Sexo ontem: Estava sendo falado sobre padrões de beleza e concursos de Miss fora dos padrões, então tinha a Miss Tattoo, o Mister Gay, mais alguns e a Miss Brasil Plus Size. Aí o Otaviano Costa perguntou se ela não se ofendia em ser chamada de plus size, pois ela era “normal” :/(CLIQUE AQUI se quiser assistir a esse episódio do programa Amor e Sexo e ver com seus próprios olhos)

Sim, ele falou isso. Que bosta! Não acho que ele tinha a intenção de ofender ninguém, pois sempre se mostra contrário aos padrões, mas ofendeu. E em TV aberta o cara não tem o direito de errar, ainda mais se está sendo tratado de um assunto delicado.
Mas aí eu quero falar sobre outra coisa com vocês. Uma coisa que já foi falada em vários blogs 500 vezes e inclusive eu mesma falei, mas quero repetir.

– Ninguém precisa ser modelo e muito menos Miss pra ter autoestima melhor, pra se sentir bonita e desejada. A autoestima precisa se trabalhada todos os dias e ela não tem a ver somente com beleza. Aliás, essa é uma parte bem pequena dentre os passos pra melhorar sua autoestima. Então não diga que você sonha em ser modelo plus size se o seu objetivo é apenas se sentir mais bonita ou melhorar sua autoestima. Te digo que isso não vai funcionar. Ser modelo é um trabalho como qualquer outro com mil responsabilidades, postura, ética, comprometimento É um trabalho de verdade, não é só colocar uma roupa linda, fazer make e cabelo e desfilar. Tem muita dificuldade envolvida nisso tudo. Mas se quer mesmo se sentir bonita e passar por uma experiência assim, te sugiro fazer uma coisa deliciosa, como eu fiz: um ensaio de fotos. Um dia em que vc vai ser arrumar, fazer make, cabelo, poses e terá lindas fotos suas! Te juro que é incrível! 😉

– Concordo que a Miss Brasil Plus Size não é gorda (na minha visão), mas se ela é miss plus size, entendo que ela seguiu os regulamentos do concurso, que provavelmente deve ter um “item” dizendo que o manequim deve ser a partir de 44. Então é sim uma modelo plus size/miss. Isso não significa que eu concorde com isso. Eu gostaria imensamente que a Miss Brasil Plus Size me representasse, usando tamanho 54. Mas tudo isso faz parte da indústria da moda, que foca naquilo que vende. Apesar de tudo, acho ela lindíssima, assim como a Miss Paraná Plus Size que veste 44/46, não chega nem perto do que eu imagino como “gorda”, mas ela também está dentro dos requisitos do concurso e também é lindíssima.

– Sobre o termo plus size, entendam: ele é usado para a MODA, somente para isso. Não existe mulher plus size. Existe mulher gorda e modelo plus size. Não confundam as coisas. Por isso quando dizem que a Miss Brasil Plus Size não é gorda, entendo perfeitamente, pois também não acho. Mas ela é sim uma modelo plus size se está dentro do “padrão” de plus size que é definido atualmente no Brasil. Por isso, não nos rotule de plus size se não somos modelos, pois o que somos é gordas, ok? Gorda não é ofensa.

– Sobre tamanhos de roupas, a verdade é que no Brasil não temos regulamentação para isso ainda, por isso você compra uma blusa tamanho 48 em uma loja e 54 na outra. Aqui isso ainda não tem padrão como em outros países. Então, infelizmente isso ainda vai acontecer muito até que algo seja regulamentado.

– Gordas são NORMAIS, Otaviano. Obrigada.

O que vocês pensam sobre o assunto? Essa é a minha visão, queria saber a de vocês..me contem!

9 Replies to “Sobre plus size, modelos, misses e autoestima

  1. Lady como sempre você dando uma aula de confiança, autoestima e acima de tudo bom senso. Repito mais uma vez, aprendi muito contigo sobre gordas e plus size. Antes eu era uma das pessoas que achava que se chamasse uma gorda de gorda ela se sentiria ofendida, e com você aprendi que não é bem assim, realmente mudei meus pensamentos e meus conceitos. Obrigada por me ajudar a tornar uma pessoa melhor. E esse post tem que ser visto MUITO por ai!

  2. A M O esses posts que colocam os pingos nos i’s e amiga, eu não sabia que plus size era só demoninação pra moda, achava mesmo que esse termo era usado pra pessoa. Obrigada por esclarece isso. E Otaviano deveria também agradecer.

    Eu muitas vezes falei que eu não curtia ser magra e queria só ser normal. Depois comecei a perceber que sim, sou normal, só meu biotipo é diferente, e tudo bem, sabe?

    Odeio esse negócios de NORMAL.
    Normal seria eu dar na cara desse Otaviano. HAHAHAHHAA BRIMKS.

    Amei o post amiga, arrasou!

  3. Carol, não brigue comigo, mas confesso que nem me toquei do que o Otaviano falou, acho que porque eu fiquei mais indignada que a modelo (na minha opiniao) nao cabia para ser plus size, mas sobre o que voce falou da regulamentação entao tá valendo, né. Mas ainda assim o Otaviano foi infeliz eu sei comentário.
    Sobre o item 3, confesso que nao sabia que nao podiamos chamar uma mulher de plus size, legal saber 🙂

    bjss Carol
    ps: acho que vale fazer mais posts sobre o universo plus, termos e curiosidades relacionadas como você fez nesse. Adorei!

  4. Guria, eu não fazia ideia que o termo “plus size” era para moda.
    Realmente acho os requisitos meio contraditórios nesses concursos! Se é pra representar, que seja bem representada!
    Adorei a maneira como você deixou tudo bem explicadinho.
    E o número 5, serve pra todo mundo que ainda não entendeu!

  5. É exatamente isso! Plus size é só para moda e gorda é a vida real. Isso de padrão em concurso é muito polêmico, mas existe e a gente precisa respeitar.
    Trabalho com miss e vejo DIARIAMENTE meninas fora dos padrões (que é aquele padrão de meninas finas e com corpo delineado) querendo ser misses.
    Sempre vai ter muita discussão em relação a tudo isso, mas acho que precisamos falar sobre o assunto mesmo. Ou seja, qualquer discussão é válida desde que tenha respeito!
    Adoro posts assim ! arrasou 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *