Sobre ser modelo plus size: Entrevista com a Miss Paraná Plus Size Priscila Bortolotto

Oi genteeee, tudo bem?

Olha, uma das perguntas mais pedidas aqui do Blog é: Carol, como eu faço para ser uma modelo plus size? Acho que até já contei isso aqui no blog pra vocês..E eu fico sem saber muito o que responder, pois não sou modelo. Mostrar meus looks no blog não me torna modelo. Enfim, já até fiz uma matéria com a nossa eterna Miss Brasil Plus Size, a Isabelle Campestrini (AQUI) e esclareci algumas dúvidas com ela pra ajudar vocês nesse assunto.

Hoje, com a cabeça mais aberta pra essa questão, trouxe aqui para o blog uma entrevista exclusiva com a nossa TOP Priscila Bortolotto, a atual Miss Paraná Plus Size, esclarecendo as dúvidas mais pedidas e ainda com uma reflexão minha e da Pri sobre o assunto. Bora conferir? 

Lady: Quando você achou que podia ser modelo e como começou?

Pri: Desde pequena as pessoas me diziam: “nossa, o seu rosto é lindo, se você emagrecer você pode até ser modelo”, “Se você fosse magra você seria modelo”. Até que um dia, quando eu já estava morando em Curitiba, fui abordada por um booker de uma agência de modelos com a proposta de ser agenciada como modelo Plus Size, a princípio eu achei estranho, não aceitei o convite, por medo, por receio.. Não sei, mas não aceitei! rs…  Mas foi em razão deste convite que eu comecei a pesquisar sobre a carreira, sobre o seguimento e surgiu o encantamento pelo meio plus size, a ideia de empoderamento, e, somente a partir de então a decisão de ser modelo, até para poder servir de referência para aquelas que, assim como eu, sempre tiveram que ouvir  “se fosse magra”, “se perdesse uns quilinhos” e etc.

Lady: Quais os requisitos para ser modelo plus size?

Pri: Em relação aos requisitos para castings (seleção de modelos para o trabalho), os requisitos solicitados dependem de cada cliente,  eles que determinam qual o manequim, a altura, cor de cabelo, cor de olhos e tudo mais, hoje em dia há uma variedade de lindas modelos do 44 ao 62 sendo requisitadas para atuarem como modelos. Eu, particularmente entendo que é essencial para uma modelo se amar e se valorizar e muito! Mostrar essa auto-confiança é primordial,você precisa estar segura de si, e outra coisa muito importante é saber identificar o que o cliente necessita, o que ele pretende buscar usando a sua imagem, então estar receptiva conta muito! Doar-se para o que se dispõem a fazer é importante para toda e qualquer profissão, modelo não é diferente!

Lady: Mesmo sendo plus size, é preciso ter cuidados especiais com o corpo? 

Pri: Sim, deve-se ter cuidado com efeito sanfona, ou seja, não pode ficar variando de peso ao ponto que altere as medidas constantemente, além do mais, é importante cuidar da saúde, uma pessoa saudável tem unhas, pele, cabelos bonitos.. Então mesmo sendo modelo plus size é preciso ter esse cuidado com nutrientes.

Foto: Brasilio Wille / Make: Anna Gaglioti / Hair: Cris Martins Maison Leila Noivas: www.queroupaeuvou.com.br

Lady: Vejo que muitas meninas acham que precisam ser modelos plus size para se sentirem mais bonitas e desejadas. Mas acredito que a autoestima vem de dentro da gente, e não dos aplausos que a gente recebe. O que você tem a dizer para essas meninas?

Pri: O que eu tenho a dizer é que não é a escolha da sua profissão que irá fazer com que você se sinta bonita e desejada, mas sim como você se sente satisfeita sendo quem você é, e com o que você faz ,seja qual for a sua profissão. Portanto, quando você descobrir o seu valor você verá toda beleza que há em si! Ninguém precisa te aplaudir para você se sentir bela, o primeiro aplauso deve vir do reflexo que você vê em seu espelho.

Lady: Como está atualmente o mercado de moda plus size para as modelos? 

Pri: Embora tenhamos uma maior divulgação do mundo plus e a consagração de algumas modelos no cenário nacional e internacional, ainda existem barreiras a serem quebradas e muito campo a ser conquistado, precisamos lutar mais para a questão da profissionalização e reconhecimento.

Concurso de Miss PR Plus Size, promovido pela Impacto Produções. Diretor: Alberto Conde

Lady: Para aquelas meninas que realmente sonham em ser modelo plus size, por onde começar?

Pri: Para as meninas que sonham em ser modelo, o primeiro passo é pesquisar muito sobre (o que inclui pesquisas sobre moda plus size, marcas renomadas, desfiles, agências de modelos que estão colocando modelos no mercado). Outra coisa bacana é fazer um ensaio fotográfico para testar suas habilidades com a câmera, o que não quer dizer que se na primeira tentativa não alcançar um resultado satisfatório você deve desistir, uma vez que há técnicas e com treino é que surge a superação! Portanto, é importante procurar se profissionalizar, fazer cursos e ficar de olho em palestras, blogs, livros sobre o tema. Mas o que eu acho o primordial é ter em mente que é uma profissão, e, como toda profissão querer dedicação e amor pelo que se faz.

Pri, eu agradeço de coração a entrevista, amei ter conversado com você e amei mais ainda as respostas que você me deu. É uma honra que você seja a nossa representante na moda plus size paranaense!

Meninas, ficou alguma dúvida ainda? Me escrevam aqui o que gostariam de saber ou mandem por e-mail no contato@ladyfofa.com.br e eu converso novamente com a Pri!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *